O PAISAGISMO DO MEU APARTAMENTO

31 de janeiro de 2017

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

 

Quando eu comecei a pensar em reformar, logo me veio à mente o paisagismo! Quem mora em apartamento, e não tem muita afinidade com o processo de cuidar de plantas, tende a partir para as tecnológicas plantas “permanentes”, que sim, evoluíram muuuito, e hoje, tendem a confundir até os entendidos.

Eu tive uma orquídea permanente (leia-se artificial) em casa, e descobri um dia, que a minha funcionária sempre molhava a orquídea… Hahaha! Confesso que fomos muito felizes: Eu, a funcionária e a orquídea. Porém eu amadureci, e queria plantas de verdade para chamar de minhas.

Assim entrou a Wolff Garden na minha nova vida com as plantas! A luciana Wolff é arquiteta, especialista em paisagismo de pequeno e gigante porte, e ainda por cima é minha amiga dos tempos de colégio. Tão bom ver os amigos de escola sendo referência no mercado, dá um super orgulho.

Eu sabia que queria uma horta, uma “parede de samambaias”, uma planta grande para a sala, e uma planta bonita para a mesa de centro.

Então pelo whatsapp ela foi me orientando, me enviando plantas, explicando sobre cuidados, perguntando sobre minhas dificuldades, minhas vontades… Ela entendeu que eu era uma “mãe de plantas novata”, pegou leve com a minha pessoa! Hahaha!

Depois de definidas as espécies, os vasos, os detalhes, ela foi até o apartamento para tirar medidas, definir tamanhos, e quantidades. O orçamento chegou por e-mail, super de acordo com o que eu tinha pesquisado em viveiros da cidade, e com uma comodidade e carinho, incomparáveis.

Eles instalaram tudo em uma tarde, o que eu achava ser o mais difícil, que era o jardim vertical (minha parede de samambaias) foi o mais fácil. A estrutura de metal galvanizado, já vem sob medida, ela é parafusada na parede, e os vasos individuais das samambaias são encaixados. O bacana é que assim, a parede não fica úmida, e a manutenção é super fácil.

No meu projeto constam uma yucca em um vaso vietnamita verde (aquele “coqueiro triplo” do vaso grande), uma Aloe Aristata em vaso esmaltado preto (aquela “prima da babosa” que fica na mesinha de centro), o jardim vertical com 2 metros por 50cm de largura, repleto de lindas samambaias, e a horta, com 6 vasos, sendo 3 cerâmicos e 3 esmaltados.

Orientações que a Luciana me deu: A Yucca e a Aloe Aristata gostam de pouca água e pouco Sol (super “gente” fina, essas duas) então eu molho uma vez por semana. A Samambaia é sedenta, então molhamos (eu e Maria, minha funcionária) os vasinhos com regador, todos os dias, e borrifamos água nas folhas. A horta gosta de água e sol, portanto molhamos todos os dias, e tiramos da estante para elas tomarem Sol.

Quando eu viajei, minha tia ficou cuidando das plantinhas, e eu cheguei em casa com algumas bem sofridas, hahaha! Minha tia ficou desesperada, falou que matou as coitadinhas… Mas que nada! Descobri que ela tinha pecado por excesso de zelo, molhou demais, e as raízes estavam encharcadas. O certo é molhar, escorrer e deixar longe do vento forte, em lugar fresco (lugar fresco em Cuiabrasa é desafio, mas já conseguimos adapta-las na casa).

Estou extremamente feliz com a presença delas (minhas novas filhas) na minha casa, é uma alegria sentar na varanda, ler um livro, na companhia dessas belezuras.

Preciso dizer que amei o trabalho da Wolff Garden? Precisooooo! Eles foram exemplares.

Encontrem a Wolff Garden no Instagram @wolffgarden ou no whatsapp (65) 99982-5595. 

Bjo bjo bjo!



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

MINHA COZINHA NOVA!

22 de janeiro de 2017

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

Minha cozinha nova será o post de estréia de 2017!!! Um post que eu estava ansiosa em publicar para vocês, porque tudo começou na cozinha… No segundo semestre de 2016, eu conheci minha arquiteta, Ketsia Freire, que através do Bruno da Casa Design, foi apresentada para mim. Ela tinha acabado de fazer um treinamento de “Branding”, e sentiu que precisava melhorar suas presenças nas redes sociais. De uma conversa que tivemos, nasceu a minha vontade de reformar a minha cozinha.

Começamos a “estudar” inspirações, eu mergulhei no Pinterest, ia enviando meus achados para ela, e após uma entrevista que ela fez comigo, para entender que expectativas eu tinha da cozinha, ela criou o primeiro projeto.

Acontece que por um presente do destino (providência de Deus, com certeza), meus pais decidiram reformar nosso antigo apartamento, que fica em um excelente local, e que estava totalmente acabado, resultado de ter estado 5 anos habitado por inquilinos, que não tiveram um cuidado exemplar.

Eis que eu herdei o local, desde que fizesse a reforma! É claro que foi o melhor presente que meus pais poderiam me dar.

Então uma nova cozinha nasceu!!! Um novo endereço! Um grande sonho realizado.

As pedras (as bancadas de granito andorinha) já existiam na cozinha antiga do apartamento, e como meu orçamento tinha limite, eu fui categórica em contar para minha arquiteta, que eu não investiria em pedras. Todo mundo que construiu ou reformou, sabe bem que elas tomam uma quantia significativa do orçamento de uma cozinha. A princípio, a cozinha seria um verde escuro, com madeira rústica e pedra branca. Porém tendo as 3 bancadas de pedra, que aparecem nas fotos acima, eu quis mudar tudo, para que a pedra não aparecesse tanto, e o resultado fosse harmônico.

Outro detalhe importante foi que eu tinha me apaixonado por uma parede preta, com desenhos brancos e uma viola de cocho (instrumento típico do Mato-Grosso) colorida, do artista, e meu amigo, Adriano Figueiredo. Eu vi essa parede na última exposição dele aqui em Cuiabrasa, e queria muito ter algo tão inspirador na minha casa.

Olha que primor a parede!!! Munida dessas informações, fui uma cliente rebelde, e me reuni com o responsável pela marcenaria, na loja fornecedora para ver que opções de Mdf, eu teria para a minha cozinha. Por que rebelde? A Ketsia estava viajando, e eu escolhi o Mdf (material da qual a cozinha foi feita) antes dela me apresentar o projeto da nova cozinha… Ela quase teve um colapso! Lá na loja, o Emídio Junior, da Espaço M Planejados, me mostrou esse Mdf com o padrão concreto, que combinaria muito bem com a minha pedra. Me apaixonei pelo conceito, mas nascia um receio, de ficar tudo muito “frio”, muito escuro, muito intenso, e fácil de enjoar.

É aí que a arquiteta salva a pátria! A Ketsia fez o link (conexão) entre o preto da parede, o cinza dos armários, e meu estilo de vida! Eu amoooo plantas, móveis rústicos, de madeira de demolição, e gosto de um decor acolhedor. Ambientes suntuosos me encantam, mas não seriam o meu ideal de lar, sabe? Quando eu penso na minha casa, vem aquela música que Elis Regina cantava magnificamente: “Eu quero uma casa no campo, onde eu possa curtir, muitos Rocks rurais, e tenha somente a certeza, dos amigos do peito, e nada mais…”

Então a Ketsia, desenhou (Aproveitando as pedras, uma cozinha em L, na verdade com 2 lados iguais, e uma ilha (aquele balcão, que fica no meio) de onde sairia uma mesa de madeira rústica, quebrando a “frieza” da cartela de cores (preto e cinza), fazendo um link com meu sonho de “casa de campo urbana”.

Outra sugestão dela foi tirar as paredes que separavam a sala da cozinha, porém como gostamos muito de fazer comida em casa, fiquei com medo do aroma de alho e cebola não ser sempre o melhor perfume para uma casa. Encontrei uma prateleira linda dividindo ambientes no Pinterest, e a Ketsia captou a mensagem, desenhando a prateleira com fundo de vidro que dividiu os ambientes, permitindo uma integração, mas diminuindo os odores culinários.

Outro elemento que eu queria muito ter na cozinha, era uma hortinha! Foi aí que busquei inspirações no meu amigo Pinterest (para quem ainda não sabe o que é isso, trata-se de uma “rede social” sem selfie… Hahaha! Muito forte em decoração e arquitetura, repleta de inspirações), e partindo da idéia da Ketsia em trazer madeira rústica para o decor da cozinha, me lembrei de uma estante de madeira de demolição que eu já tinha em casa.

É aí que entra a Wolff Garden, empresa de paisagismo da Luciana Wolff, que vendo minhas vontades, adequou o projeto da horta indoor, à minha estante de madeira.

Assim nasceu uma cozinha totalmente original, que eu me apaixonei mil vezes, através de profissionais que captaram meus anseios, com riqueza de detalhes! Passarei todos os contatos aqui no fim do post, para que vocês possam “especular” valores!

A Casa Design foi essencial na concretização do projeto, pois o papel de parede (linho bege), a mesa deslumbrante-maravilhosa-a-mais-linda-ever, as cadeiras ghost (transparentes), utensílios domésticos (liquidificador, fruteira, torradeira, garrafa térmica, panelas…) os quadros, a persiana do tipo “rolô”, foram todos comprados na Casa Design, que é sempre primorosa no preço, atendimento e qualidade. Instagram: @casadesignpresente e whatsapp: (65) 99209-1012. 

A Wolff Garden fez todo o paisagismo do meu apartamento, depois eu farei um post exclusivo sobre o paisagismo, que fez a grande diferença no decor do meu novo lar. A Luciana atende com todo amor, desde o projeto de um grande empreendimento, até um pequeno vaso para deixar no cantinho da sala. A minha horta ficou exatamente como eu queria, e foi tudo muito rápido. Instagram: @wolffgarden e whatsapp (65) 99982-5595. 

A Espaço M Planejados, do Emídio Junior e do João, confeccionou todos os módulos da cozinha, além da estante que divide a cozinha da sala. Aliás, eles fizeram todos os móveis planejados do meu apartamento e reformaram o mobiliário que já existia. Depois falarei exclusivamente sobre a marcenaria. Todo mundo pergunta se o preço é bom? Foi o melhor dos 3 orçamentos que fiz. Quanto à qualidade do serviço: Temos alguns ajustes a fazer, mas isso é normal, né?! Achei tudo muito bem feito, de acordo com o que eu contratei, tivemos alguns percalços no caminho, porém no fim, fiquei super feliz com o resultado! Instagram: @espacomplanejados e whatsapp (65) 9815-2524 ou (65) 99961-6777.

O artista Adriano Figueiredo Ferreira foi o responsável pelo toque de arte da minha cozinha, fazendo o desenho da parede preta e a lindíssima viola de cocho pintada em cores neon. O trabalho do Adriano é primoroso e apaixonante. Acesse o site dele para conhecer algumas de suas obras: (aqui), instagram: @aff.arte, whatsapp (65) 99999-6560.

A Ketsia Freire, minha arquiteta, organizou as idéias e sonhos desordenados na minha cabeça, transformou a miscelânea de desejos e inspirações que eu apresentei a ela, em um projeto coerente, simples, porém elegante, totalmente funcional, e que com certeza, jamais teria tido esse resultado sem a expertise dela. Faz toda a diferença ter um profissional que se interesse pelas necessidades do cliente, e que faça um projeto com a cara do cliente e não a própria. Já vi muitas casas magníficas, que não tinham nada a ver com seus proprietários, o que faz a beleza, perder o sentido. Depois falarei especificamente sobre a arquiteta. Instagram: @ketsiafreire e whatsapp (65) 9818-4546. 

Ufaaaaa! Enfim o post da cozinha publicado com muito amor para vocês!!! Curtam o coraçãozinho do lado direito da tela, comentem, me digam o que acharam do resultado, perguntem o que quiserem, afinal estou aqui para indicar minhas descobertas para vocês.

Vem muitos posts sobre a reforma por aí! Preparem-se!!!

Bjo bjo bjo e um 2017 incrível para todos nós! 



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

REVESTIMENTO 3D OU TEXTURIZADO

16 de novembro de 2016

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

revestimento-ceusa

Os revestimentos 3D ou texturizados ganharam grande destaque na arquitetura. Por “N” razões, dentre elas: Como fica lindooooo, especialmente com uma bela iluminação! Depois que comecei a saga da reforma do meu apartamento, fui me apaixonando por eles. Confesso que antes de estar com a “mão na massa”, eu não tinha reparado o tanto que eles estão sendo usados. Depois que comecei a pesquisar, percebi que há uma profusão de revestimentos, e inúmeras formas de incorpora-los à arquitetura.

O mais comum, é aquele que simula tijolinho à vista, que na realidade são placas (como de azulejos, porcelanatos), geralmente com junta invisível, que colocados lado a lado, dão aquela impressão de tijolinhos. Estou “pinando” (salvando do Pinterest) ambientes só com tijolinho, para fazer um outro post aqui.

Neste post, vou focar nos outros tipos de revestimentos, que são feitos à partir dos mais diferenciados materiais. Muitas vezes de gesso, amadeirados, concreto, e até metal. Eles podem ser pintados na cor que a pessoa sonhar, são fáceis de aplicar. Porém, tinha que ter um porém, hahaha! Os preços são um pouco salgados… Cabe aí pensar em grau de encantamento e durabilidade, pois acabam ficando bonitos por mais tempo de uma pintura convencional. INSPIREM-SE:

revestimento-13 revestimento-3d-decor revestimento-3d-11 revestimento-2 revestimento-11 revestimento-7 revestimento-banheiro revestimento-9 revestimento-texturizado revestimento-5 revestimento-3d revestimento-decoracao revestimento-em-relevo revestimento-8 revestimento-3d-tijolinho

Eles são vendidos em lojas de materiais de construção, os preços variam muito de marca para marca, tipo para tipo, portanto vale à pena pesquisar bastante, antes de definir. Alguns são cobrados por peça, outros por metro quadrado. Eu vi, nas minhas andanças, revestimentos na casa de R$80 o metro quadrado, até R$800 o metro quadrado, é nessa hora, que um arquiteto faz muita diferença, e a sua vontade de pesquisar.

Escolher paredes estratégicas fazem toda a diferença, e se atentar aos prazos de entrega, porque como são muitas opções, grande parte das lojas, não têm esses revestimentos à pronta entrega, o que pode atrasar a sua obra.

No próximo post sobre revestimento, focarei em ambientes com madeira, tijolinho e pedra. Neste post, preferi os geométricos, que foram mais novidade para mim.

Gostaram? Já perceberam que eles estão por toda parte?

Para ver mais posts sobre decoração, clique (aqui).

Lembrem-se do like no coração do lado direito do post, e comentem!!! A participação de vocês, é muito importante para mim.

Bjo bjo bjo!



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

INSTAGRAM

@MAYSALEAO