PENSAMENTOS DA MAYSA: MENSAGEM DE ANO NOVO

31 de dezembro de 2015

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email
Quantas curtidas valeu 2015? Quantas coisas boas vivemos? O que plantamos? O que colhemos? Neste ano pós Copa do Mundo, pós fracasso futebolístico, pós desvios, pós obras inacabadas, pós escândalo Petrobras…
O ano das CPIs, o ano das prisões improváveis, dos pedidos de soltura negados, das delações. 2015 da crise, do Brasil nas ruas de novo, das quedas e quebras de mercado.
2015 da migração na Europa, dos barcos de plásticos abarrotados de gente, que nem sempre chegou onde queria… Estado Islâmico, bombas, quedas, rupturas, choro, mudanças… Tragédias naturais, tragédias artificiais, adeus, bye bye…
Parece que morreu mais gente em 2015, Yoná Magalhães, Marília Pera, Betty Lago, Elias Gleizer, Cristiano Araujo…
#somostodosmaju #somostodoscoxinha #issonãomerepresenta #foradilma…
Quanta coisa, quanto choro, quanta dor… Mas 2015 foi só dissabor?
Para mim, foi um ano muito bom! Foi um ano desafiador, que pedia empenho, estudo, comprometimento, dedicação. Em 2015 estudei, ensinei, aprendi, evoluí. Escolhi que não mergulharia na crise, que pegaria um “jacaré” nesse Tsunami, que chegaria antes na praia…
Impressionante o poder que uma decisão bem tomada, regada por atitudes convergentes e coerentes, podem fazer por uma pessoa! Sim! Querer é poder, acredite!
Eu quis que 2015 fosse excelente, e foi! Foquei nas minhas vontades profissionais, no tempo de qualidade com meus filhos, em novos projetos, em projetos engavetados, em qualidade de vida, em dança, em hábitos saudáveis, em novas amigas, em amigas antigas…
Foi um ano de emoções rasas e realizações profundas! Como pode? Não perdi ninguém, não ganhei medalhas, nem conquistei 1º lugar em nada… Mas chorei, me emocionei, sorri…
Dancei com minha turma do Jazz, um espetáculo cujo roteiro escrevi, com emoções que me construíram durante toda a minha vida, que contagiaram outras pessoas, que fizeram renascer esperanças remotas, dos tempos de adolescente, quando eu achava que podia mudar o mundo!
Meus heróis “morreram de overdose”, meus inimigos estão no poder, mas eu tenho por certo que minha ideologia vai vencer… Que 2016 vem aí, forte e robusto, cheio de mudanças por “vingar”, cheio de conquistas, de respostas, de esperança.
Adeus ano velho! Adeus 2015! Obrigada por tudo, por todas as suas intempéries, pelos desafios impostos, pelas previsões intimidadoras… Te abracei, te enfrentei, te conquistei!
Desejo que 2016 seja incrível! Seja um ano de colheitas, do começo ao fim. Desejo para você, exatamente o que desejo para mim!
Um 2016 maravilhoso, para todos nós, dotados de Fé e Boa vontade, somos invencíveis! Então vamos lá!

 

 

 

 

 

Bjo bjo bjo!


VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

PENSAMENTOS DA MAYSA: MENSAGEM DE NATAL

25 de dezembro de 2015

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email
Alô Alô internauta, aqui quem fala é alguém que vive do outro lado da tela do seu tablet, computador, ou celular…
Alô Alô internauta, pare de passar batido na vida, curtindo em segundos o mundo, sem absorver, sem refletir, sem se transformar!
Olhe para frente, olhe no olho, dê um abraço, distribua um sorriso, engate uma conversa despretensiosa, faça a conexão real bater os gigas dedicados ao seu mundo virtual…
Quem está do outro lado também sofre, pode crer! Até o cabelo mais liso, arrepia, até o mais abastado dos lares estremece… Casamentos se desalinham, filhos tem febre, engarrafamentos aborrecem, assaltos acontecem, avós envelhecem, crianças crescem…
Nem tudo são flores, mas nesse mundo, não se postam espinhos! Então relaxa, porque a vida não lhe foi ingrata, talvez seja só você aí parado, esquecendo de viver!
É Natal internauta, aniversário de JESUS CRISTO, nascimento da luz, da esperança, do símbolo do amor maior.
Você pode escolher chorar mazelas, abraçar suas dores, reclamar dos tempos bons que já não pulsam mais… Você pode falar da ambrosia da sua avó com o dissabor de quem não vai mais se deliciar, escurecer o lar, amargar…
Você pode focar na dor, você pode tanta coisa, que poderia até gargalhar, ajoelhar, agradecer, sorrir.
Você pode perdoar até quem não pediu perdão! Sim, você pode! O que te impede? Você pode ligar a TV, colocar Roberto Carlos no som, ahhh São tantas as emoções…
Você pode aproveitar para recitar um Pai nosso com fé, você pode agradecer o que passou, ficar pronto para o que vier… Você pode ligar para aquele grande amor, e se declarar, você pode brindar com o espelho, com o vizinho, com o amigo, até com aquele síndico chato do seu condomínio.

É Natal internauta! Abre aí uma exceção, porque  o dono da festa merece que você se envolva de corpo, alma e coração.
Repense seus atos, remodule seu temperamento, cale aquela fala chata, que ninguém aguenta mais! Se transforme, se renove, se modifique! Pare de ser massa, lembre que sua mãe falava, quando você dizia que queria, porque todo mundo fazia: “Você não é todo mundo!”
Então internauta, seja a mudança que você deseja no mundo, seja único, seja paciente, piedoso, fervoroso, e feliz! Seja brega, seja pegas, seja romântico, seja retrô, seja único, seja o amor que precisamos sentir!
Passei aqui para desejar a vocês, UM FELIZ NATAL, repleto de afeto, de transformações e realizações!
 
 
E aí internauta? Vamos usar o Natal como desculpa para sair por aí, distribuindo AMOR? 

 

 

 

 

 

Bjo bjo bjo!


VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

PENSAMENTOS DA MAYSA: POR CORAÇÕES MAIS BRANDOS!

18 de novembro de 2015

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

 

Poucas foram às vezes nestes anos de “vida pública” que eu chorei! Poucas foram as vezes em que eu questionei a minha FÉ no ser humano! Porque estou me tornando uma pessoa esquisita nesse mundo de gente feroz! Eu não falo palavrão, então sou reprimida! 
 
Eu não gosto de fofoca, então sou chata! Eu não tenho vontade de rir das minorias, então sou caxias! Eu não gostaria de ter que dar satisfação da minha vida pessoal para estranhos, então preciso deixar de ser pública! Por quê? É sério! Por que tanta vontade de falar mal? Por que fofocas e notícias ruins se espalham pelos WhatsApps da vida, à velocidade da luz? 
 
Por que tanto tempo e energia para julgar, condenar e atacar? Nossa! Que triste!!! Tão triste quanto homem bomba, quanto intolerância racial, quanto homofobia! Tão triste ver que tanta gente vive de fantasia, e que se sente mais gente ao pisotear a história alheia! 
 
#issonãomerepresenta gente fofoqueira, ardilosa, à toa, preconceituosa! Gente que fica à espreita, esperando o outro cair, só para ir lá tripudiar! Gente que pisa, que fere, e que se gaba por ter sinceridade aguçada. Ser vil não é ser ser honesto, isso se chama grosseria! 
 
Sou do tempo da vovó! Queria que os manuais de etiquieta voltassem a ser matéria escolar. Tenho nojo dessa “New way of life” de fazer o que todo mundo faz, ser como todo mundo é, dizer o que todo mundo diz. Eu tenho 6 anos dessa tal vida pública. 
 
Não tenho marido rico, pai e mãe ricos, nem sou rica (ainda, porque deve ser legal não ter que fazer contas)! Não sou modelo, nem Capa de Revista. Sou uma das pessoas mais normais que conheço. Tenho vencido minhas batalhas, trabalhado insanamente, criado meus filhos com rigidez militar e um amor sem medidas, para que eles sejam pessoas admiráveis. 
 
A cada dia tenho me tornado mais introspectiva, no que se refere ao coração. Porque sei que tem muita gente só esperando o primeiro deslize, para pisotear e colocar a minha vida à prova! 
 
A grande tristeza é que nesse quesito não sou nada especial. Porque todos estão no foco! Tem sempre alguém vigiando a vida alheia, pronto para apertar o compartilhar. Gladiadores e Leões lutando via wifi, sem razão singular, apenas pelo prazer de machucar!
 
Então fica meu pensamento, aqui de bobeira, no Blog, que tem sido meu emprego, meu canal de comunicação, meu trabalho diário, uma extensão da minha vida… 
 
Se este choque de realidade puder intensificar a vontade de ser melhor, em uma pessoa, que seja essa pessoa, eu mesma! Sim, incentivada, lembrada, de que é melhor ser diferente, quando ser igual, implica em ser cruel. 
 
Por corações mais brandos, por mentes mais leves, por pessoas mais ocupadas em aprender a respeitar o “vizinho” de mundo! Esse é meu desejo, meu sonho, a pulga que quero colocar atrás da sua orelha, que veio aqui por alguma razão, ler meus pensamentos! 
 
Bjo bjo bjo!
Maysa Leão. 


VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

INSTAGRAM

@MAYSALEAO