O DECOR DO MEU ESCRITÓRIO

26 de janeiro de 2017

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

Desde que virei blogueira (em 2009), eu tentava estruturar um lugar para gravar vídeos, produzir os posts com quietude e aconchego. No meu antigo apartamento, eu fiz um home office na sala de estar, em um cantinho que estava obsoleto. Funcionou super bem, e eu trabalhei ali por anos a fio. Porém ficava difícil de gravar vídeos, até mesmo snaps, porque o som da cozinha, da TV, e das pessoas circulando pela casa, interferia.

No apartamento novo, eu pensei muito em como estruturar o escritório, de forma que pudesse receber hóspedes, mas que fosse o “MEU LUGAR”! Um espaço onde eu pudesse me concentrar, escrever com calma, ler, me inspirar. Eu também queria que tivesse um cantinho para eu me maquiar, pois a idéia é poder produzir pequenos tutoriais de “make up” ali.

Além das necessidades que eu listei, eu precisava encaixar o meu mobiliário antigo no novo escritório, afinal, a verba tinha limites. Quem me segue a mais tempo, vai se lembrar que a estante de livros, a mesa do computador e a pequena estante de madeira, faziam parte do decor do meu antigo cantinho. Esses móveis são de madeira de demolição, que eu comprei baratinho do Sauri, um artesão de Chapada dos Guimarães. Infelizmente, eu não conseguirei passar o contato dele, porque ele é super alternativo, desapegado de tecnologias, portanto não tem celular, e está sempre mudando de endereço. Em Chapada ele é super conhecido, portanto é só perguntar no comércio local, que alguém dá notícia de onde ele anda… Hahaha! Parece brincadeira, mas é isso mesmo. Cada móvel desse, ele fez em uma tarde.

O aparador de metal e mármore, que eu transformei em penteadeira também era do meu apartamento antigo. Em cima dele, eu terei um espelho que ainda não ficou pronto, mas a ansiedade em postar , me fez adiantar o post. As bandejas da “penteadeira” eu comprei na CASA DESIGN, assim como os organizadores em acrílico.

Neste cômodo já existia a sanca de madeira do teto, que tinha lâmpadas dicróica, e o armário que originalmente foi feito em mogno, em meados de 1991. A Espaço M Planejados reformou esse armário e sanca para mim, lixando e passando uma resina na cor castanho. Essa mesma resina foi passada em todas as portas do apartamento, que eu também aproveitei. O armário ficou novinho, troquei os puxadores, eles arrumaram as partes que estavam quebradas, e na sanca eu coloquei iluminação em spot LED.

O grande charme do escritório é o papel de parede de folhagens (minha paixão), o sofá cama em linho bege, e a persiana em linho. Tudo comprado na CASA DESIGN!!! Aliás, eu fiz o Bruno, proprietário da Casa Design comprar um book novo de papel de parede, só para eu encontrar a folhagem que eu tanto queria.

Com certeza, muito conteúdo do blog vai nascer neste espaço todo especial! Espero que vocês tenham curtido.

Lembrem-se de curtir o coração do lado direito do post e comentar, afinal, a opinião de vocês é essencial para mim.

Casa Design: instagram: @casadesignpresente e whatsapp: (65) 99209-1012. 

Espaço M Planejados: instagram: @espacomplanejados e whatsapp (65) 98175-2524 ou (65) 99961-6777.

Bjo bjo bjo!



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

NEM TUDO É TÃO FÁCIL QUANTO PARECE!

24 de janeiro de 2017

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

A cada dia que passa, mais eu percebo que nem tudo é tão fácil quanto parece ser! A grama do vizinho mais verde, o passaporte mais carimbado, o salário maior, e ainda por cima, divulgado em vídeo, foto, áudio… com riqueza de detalhes! Ninguém tem tempo, ninguém senta na calçada para papear, ninguém faz café com pão de queijo para saborear na varanda, convidando vizinhos passantes a se juntar.

E quando a vida propicia “momentos de verdade”, vem a surpresa de que aquela super pessoa, que de longe a gente acha que é perfeita, está sofrendo! Geralmente sofrendo calada, ou apenas a poucos amigos… Por que será? Porque é tão difícil compartilhar as emoções nuas, sem os adornos sociais, responsáveis por nossas abundantes graminhas verdes?!

Talvez seja porque ninguém quer de fato saber! Ou porque nossas angústias se pareçam rasas, e sem razão de ser… Tudo isso junto, né?! Os mais velhos provavelmente bradarão: “Pegue uma enxada e vai carpir um quintal que passa!” Os mais jovens dirão que “a vida é curta, e a gente tem mais é que ser feliz!” Nosso consciente terá vergonha de tamanha dor… Afinal, estamos vivos, e temos obrigação de ser gratos pelo dom da vida.

A questão é que nada disso é suficiente para tirar a dor, a angústia, e o vazio, que as vezes resolvem bater a nossa porta. Aliás, arrombar! E ninguém gosta de falar sobre depressão ou crise de ansiedade, como alguns psiquiatras têm diagnosticado, mas a verdade é que todo mundo tem alguém muito próximo que já passou por isso, ou vivenciou esse martírio.

Eu tive dois episódios na vida! Simmmm, eu!!! Justo eu que sempre fui muito bem resolvida, segura, feliz, entusiasmada com a vida, sonhadora, otimista, e tudo de positivo que se pode pensar. No primeiro episódio de depressão, eu estava casada a pouco mais de 2 anos, com um filha pequena, muitas contas para pagar, e uma sobrecarga de responsabilidades que eu não estava acostumada.

Sendo bem transparente e direta, tinha vontade de morrer… É chocante de ouvir, mas a moleza, que virou tristeza, se transformou em angústia, até que um dia tomou proporções sufocantes. Foi difícil admitir, pior ainda criar coragem de pedir ajuda… Eu me esquivava das pessoas, só queria dormir, e de preferência, não acordar mais.

Pesado isso, mas real! Consegui pedir socorro aos meus pais, que são médicos, e portanto receosos quanto ao uso de medicamentos tarja preta. Indo a uma excelente psiquiatra, comecei a tomar medicação, a qual tomei durante um ano.

Que alívio! Embora eu tivesse medo de nunca mais poder parar de tomar o remédio. Questionar minha gratidão à Deus, por ser saudável, ter uma família linda, e milhões de motivos para ser plenamente feliz.

Mas o fato é que depressão é uma doença causada por princípios químicos, que sequestram nossa capacidade de discernir de fato o que realmente importa. Muitas vezes ela é desencadeada por traumas, ou grandes mudanças que acontecem em nossas vidas.

O mais complicado é aceitar, conversar com nosso círculo afetivo, procurar um médico e se tratar.

Depois de um tratamento feito com zelo e empenho, acompanhado de terapia, e de uma vontade gigante de virar o jogo, o pesadelo parece apenas um pequeno problema, que com o tempo ficará esquecido lá atras.

Meu episódio passou!!! Hoje olhando para trás, percebo que eu mesma, muitas vezes me boicotei. Demorei a admitir, a procurar ajuda, a comunicar às pessoas que amo, e cuidar de mim, como de fato mereço.

Hoje eu sei que não tem nada a ver com fraqueza, falta de fé ou ingratidão. Realmente fiz do limão uma limonada. Descobri que precisava de qualidade de vida, deixar de ser sedentária, me alimentar de forma saudável, me aproximar mais de Deus, ler, fazer caridade, ouvir o outro, doar meu tempo…

Tantas coisas pequenas, que juntas são capazes de revolucionar a nossa existência!

Lembrando que no momento em que a doença se instala, nada disso faz o menor sentido, e um médico é ferramenta essencial para o pontapé inicial rumo à cura.

A lição que fica é de que devemos nos ouvir, nos respeitar, levar uma vida mais saudável, humana e significativa. Mais importante ainda, é entender que de perto ninguém é perfeito, linear ou normal… Se é que normal existe, né?!

Se um dia se sentir perdido, saiba que as melhores pessoas já se sentiram assim! no fundo do poço tem mola, e de lá, não há mais por onde afundar… Com Fé e ação, a subida é certa!!!

Que 2017 seja um ano de mergulhos profundos, em nossa própria existência, e na existência de Deus em nossas vidas!

Bjo bjo bjo no coração.



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

MINHA COZINHA NOVA!

22 de janeiro de 2017

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

Minha cozinha nova será o post de estréia de 2017!!! Um post que eu estava ansiosa em publicar para vocês, porque tudo começou na cozinha… No segundo semestre de 2016, eu conheci minha arquiteta, Ketsia Freire, que através do Bruno da Casa Design, foi apresentada para mim. Ela tinha acabado de fazer um treinamento de “Branding”, e sentiu que precisava melhorar suas presenças nas redes sociais. De uma conversa que tivemos, nasceu a minha vontade de reformar a minha cozinha.

Começamos a “estudar” inspirações, eu mergulhei no Pinterest, ia enviando meus achados para ela, e após uma entrevista que ela fez comigo, para entender que expectativas eu tinha da cozinha, ela criou o primeiro projeto.

Acontece que por um presente do destino (providência de Deus, com certeza), meus pais decidiram reformar nosso antigo apartamento, que fica em um excelente local, e que estava totalmente acabado, resultado de ter estado 5 anos habitado por inquilinos, que não tiveram um cuidado exemplar.

Eis que eu herdei o local, desde que fizesse a reforma! É claro que foi o melhor presente que meus pais poderiam me dar.

Então uma nova cozinha nasceu!!! Um novo endereço! Um grande sonho realizado.

As pedras (as bancadas de granito andorinha) já existiam na cozinha antiga do apartamento, e como meu orçamento tinha limite, eu fui categórica em contar para minha arquiteta, que eu não investiria em pedras. Todo mundo que construiu ou reformou, sabe bem que elas tomam uma quantia significativa do orçamento de uma cozinha. A princípio, a cozinha seria um verde escuro, com madeira rústica e pedra branca. Porém tendo as 3 bancadas de pedra, que aparecem nas fotos acima, eu quis mudar tudo, para que a pedra não aparecesse tanto, e o resultado fosse harmônico.

Outro detalhe importante foi que eu tinha me apaixonado por uma parede preta, com desenhos brancos e uma viola de cocho (instrumento típico do Mato-Grosso) colorida, do artista, e meu amigo, Adriano Figueiredo. Eu vi essa parede na última exposição dele aqui em Cuiabrasa, e queria muito ter algo tão inspirador na minha casa.

Olha que primor a parede!!! Munida dessas informações, fui uma cliente rebelde, e me reuni com o responsável pela marcenaria, na loja fornecedora para ver que opções de Mdf, eu teria para a minha cozinha. Por que rebelde? A Ketsia estava viajando, e eu escolhi o Mdf (material da qual a cozinha foi feita) antes dela me apresentar o projeto da nova cozinha… Ela quase teve um colapso! Lá na loja, o Emídio Junior, da Espaço M Planejados, me mostrou esse Mdf com o padrão concreto, que combinaria muito bem com a minha pedra. Me apaixonei pelo conceito, mas nascia um receio, de ficar tudo muito “frio”, muito escuro, muito intenso, e fácil de enjoar.

É aí que a arquiteta salva a pátria! A Ketsia fez o link (conexão) entre o preto da parede, o cinza dos armários, e meu estilo de vida! Eu amoooo plantas, móveis rústicos, de madeira de demolição, e gosto de um decor acolhedor. Ambientes suntuosos me encantam, mas não seriam o meu ideal de lar, sabe? Quando eu penso na minha casa, vem aquela música que Elis Regina cantava magnificamente: “Eu quero uma casa no campo, onde eu possa curtir, muitos Rocks rurais, e tenha somente a certeza, dos amigos do peito, e nada mais…”

Então a Ketsia, desenhou (Aproveitando as pedras, uma cozinha em L, na verdade com 2 lados iguais, e uma ilha (aquele balcão, que fica no meio) de onde sairia uma mesa de madeira rústica, quebrando a “frieza” da cartela de cores (preto e cinza), fazendo um link com meu sonho de “casa de campo urbana”.

Outra sugestão dela foi tirar as paredes que separavam a sala da cozinha, porém como gostamos muito de fazer comida em casa, fiquei com medo do aroma de alho e cebola não ser sempre o melhor perfume para uma casa. Encontrei uma prateleira linda dividindo ambientes no Pinterest, e a Ketsia captou a mensagem, desenhando a prateleira com fundo de vidro que dividiu os ambientes, permitindo uma integração, mas diminuindo os odores culinários.

Outro elemento que eu queria muito ter na cozinha, era uma hortinha! Foi aí que busquei inspirações no meu amigo Pinterest (para quem ainda não sabe o que é isso, trata-se de uma “rede social” sem selfie… Hahaha! Muito forte em decoração e arquitetura, repleta de inspirações), e partindo da idéia da Ketsia em trazer madeira rústica para o decor da cozinha, me lembrei de uma estante de madeira de demolição que eu já tinha em casa.

É aí que entra a Wolff Garden, empresa de paisagismo da Luciana Wolff, que vendo minhas vontades, adequou o projeto da horta indoor, à minha estante de madeira.

Assim nasceu uma cozinha totalmente original, que eu me apaixonei mil vezes, através de profissionais que captaram meus anseios, com riqueza de detalhes! Passarei todos os contatos aqui no fim do post, para que vocês possam “especular” valores!

A Casa Design foi essencial na concretização do projeto, pois o papel de parede (linho bege), a mesa deslumbrante-maravilhosa-a-mais-linda-ever, as cadeiras ghost (transparentes), utensílios domésticos (liquidificador, fruteira, torradeira, garrafa térmica, panelas…) os quadros, a persiana do tipo “rolô”, foram todos comprados na Casa Design, que é sempre primorosa no preço, atendimento e qualidade. Instagram: @casadesignpresente e whatsapp: (65) 99209-1012. 

A Wolff Garden fez todo o paisagismo do meu apartamento, depois eu farei um post exclusivo sobre o paisagismo, que fez a grande diferença no decor do meu novo lar. A Luciana atende com todo amor, desde o projeto de um grande empreendimento, até um pequeno vaso para deixar no cantinho da sala. A minha horta ficou exatamente como eu queria, e foi tudo muito rápido. Instagram: @wolffgarden e whatsapp (65) 99982-5595. 

A Espaço M Planejados, do Emídio Junior e do João, confeccionou todos os módulos da cozinha, além da estante que divide a cozinha da sala. Aliás, eles fizeram todos os móveis planejados do meu apartamento e reformaram o mobiliário que já existia. Depois falarei exclusivamente sobre a marcenaria. Todo mundo pergunta se o preço é bom? Foi o melhor dos 3 orçamentos que fiz. Quanto à qualidade do serviço: Temos alguns ajustes a fazer, mas isso é normal, né?! Achei tudo muito bem feito, de acordo com o que eu contratei, tivemos alguns percalços no caminho, porém no fim, fiquei super feliz com o resultado! Instagram: @espacomplanejados e whatsapp (65) 9815-2524 ou (65) 99961-6777.

O artista Adriano Figueiredo Ferreira foi o responsável pelo toque de arte da minha cozinha, fazendo o desenho da parede preta e a lindíssima viola de cocho pintada em cores neon. O trabalho do Adriano é primoroso e apaixonante. Acesse o site dele para conhecer algumas de suas obras: (aqui), instagram: @aff.arte, whatsapp (65) 99999-6560.

A Ketsia Freire, minha arquiteta, organizou as idéias e sonhos desordenados na minha cabeça, transformou a miscelânea de desejos e inspirações que eu apresentei a ela, em um projeto coerente, simples, porém elegante, totalmente funcional, e que com certeza, jamais teria tido esse resultado sem a expertise dela. Faz toda a diferença ter um profissional que se interesse pelas necessidades do cliente, e que faça um projeto com a cara do cliente e não a própria. Já vi muitas casas magníficas, que não tinham nada a ver com seus proprietários, o que faz a beleza, perder o sentido. Depois falarei especificamente sobre a arquiteta. Instagram: @ketsiafreire e whatsapp (65) 9818-4546. 

Ufaaaaa! Enfim o post da cozinha publicado com muito amor para vocês!!! Curtam o coraçãozinho do lado direito da tela, comentem, me digam o que acharam do resultado, perguntem o que quiserem, afinal estou aqui para indicar minhas descobertas para vocês.

Vem muitos posts sobre a reforma por aí! Preparem-se!!!

Bjo bjo bjo e um 2017 incrível para todos nós! 



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

INSTAGRAM

@MAYSALEAO