DICAS DE COMPRAS EM PARIS

15 de setembro de 2017

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

Dicas de compras em Paris, estava entre os tópicos mais pedidos por vocês! Então, a blogueira obedece, e compila diquinhas de ouro para quem deseja usar seus Euros para adquirir ótimos produtos para levar para casa. Do luxo, ao fast fashion, é claro que a capital da moda, sede das grandes marcas de beauté do mundo, é recheada de opções! Ainda vale à pena comprar eletrônicos, como computadores, celulares, câmeras… Mas antes de embarcar, vale pesquisar preços aqui no Brasil, porque a oscilação cambial faz algumas marcas valerem mais à pena aqui do que lá, por incrível que pareça. Dê preferência para comprar produtos europeus, porque nem sempre marcas norte-americanas estarão mais baratas. Por exemplo, o rímel da Maybelline, hoje, está mais barato nas lojas do Brasil, do que no free shop. Outra coisa que vale muito à pena pesquisar, são os preços no free shop, porque alguns itens podem estar mais baratos. Se você for comprar I phone no free shop, lembre-se de comprar na ida, porque na volta o limite é de 500 dólares.

Mas vamos lá, comprinhas em Paris:

GALERIAS LAFAYETTE:

Todas as marcas de luxo estão nessa galeria esplendorosa, que merece ser conhecida, quase como um museu da moda contemporânea! A loja é gigantesca, dividida em departamentos, contemplando os universos masculino, feminino e infantil, além dos acessórios, óculos, e uma sessão de beleza, make e perfumaria, de tirar o fôlego. Ande por todos os andares, lembre-se que existem cafés (inclusive um Starbucks), lanchonetes e restaurantes em seu interior. O restaurante do Rooftop, serve café, chá, champa e comidinhas espertas. Mesmo que não for comer, vá ao rooftop, você vai subir todos os lances de escada rolante, mais dois lances de escada comum, até chegar em uma das vistas mais incríveis de Paris. O visual e merchandising das Galerias Lafayette, é perfeito, a Lafayette possui marcas européias e norte-americanas, além de coleções-cápsula, exclusivas das marcas mais badaladas.

Endereço: 40, Boulevard Haussman, funciona de segunda à sábado, das 09:30 às 20:00, às quintas, fecha às 21:00, estação de metrô, linhas 7 e 9, estação Chausée D’Antin – La Fayette, ou linhas 3, 7, e 8, estação Opera.

AVENIDA CHAMPS ELYSÉE:

Sem dúvida o endereço mais famoso de Paris, um verdadeiro símbolo da cidade, que tem como ponto turístico principal, o arco do triunfo. Lotada de parisienses e turistas, que aos domingos, em especial, sentam-se na calçada, nas mesinhas dos inúmeros cafés, com suas cadeiras virada para a rua. Absolutamente ninguém se senta de costas, é até engraçado de ver. Na Champs elysée você encontrará de tudoooo! Em megalo-tamanhos, como a flagship da Louis Vuitton, que é famosa, pelas gigantescas filas na porta, além da maior Sephora da França, que fica bem no meio da avenida. Na Champs Elysee,  você encontra as lojas conceito das marcas de carro francesas, a disputada loja do Paris Saint German, o restaurante, bar e patisserie da Maison Ladurré, além de uma infinidade de restaurantes. Tem também um gigante Monoprix (rede de supermercados francesa, que tem tudo de produtos de Beauté: La Roche Pose, Vichy, Avene, Caudalie, Bioderma, Borjois, Klorane… além de comidinhas, biscoitos, vinhos, e tudo o que você precisa para montar um belo piquenique. De pontos fortes para compras na Champs Elysée, é que está tudo ali, basta ter boa vontade e disposição para andar. De ponto fraco (o que me faz preferir comprar em outros lugares) é que por ser extremamente turístico, é lotaaaaado de gente, e você vai enfrentar filas e uma boa “muvuca”. Não deixe de visitar a flagship da Abercrombie & Fitch, a loja é espetacular, está localizada a uns 100 metros da loja do PSG, não tem vitrine, apenas um portal sensacional, digno de um castelo.

Endereço: Você pode chegar à Champs Elysée pelo metrô da linha 1, estações: Champs Elysée Clemenceau, Franklin D Roosevelt, George V e Charles de Gaulle Etoile (essa para no “pé” do Arco do Triunfo.

FORUM DES HALLES: 

O Fórum Des Halles (a pronúncia em francês é Fórum Leal) é de longe meu local de compras favorito! O lugar é gigantesco, tem centenas de lojas, uma das maiores estações de metrô da cidade luz, inclusive com conexão entre várias linhas, e com o RER, o trem que vai para a Disney, e outros locais próximos à Paris. Mas voltando ao Shopping, nele não tem Chanel, nem Gucci, nem Louis Vuitton, mas tem Zara, H&M (gigantesca, inclusive com linha Home), Forever 21, Pimkie, Mango, GAP, Levi’s, Nike, Adidas, New Balance, Go Sport (loja incrível para quem pratica esportes, ou ama o estilo esportivo, porque tem muitas opções, em tênis, chuteira, looks, além de várias promoções interessantes), Mac, Borjois, Kiko , L’occitane, Sephora, Pandora, Swarovski, Monoprix, uma flagship gigante Lego, além de inúmeros restaurantes. Saindo do Fórum Des Halles, (se não me falha a memória, saída 3 – aliás procure a saída para Rue Montmartre) está o meu restaurante queridinho ever da vida, o Presto Fresco.

Endereço: 101, Porte Berger, Metrô Chatelet – Les Halles, linhas 1, 4, 7, 11 e 14, além do trem RER A, B, e D.

LES QUATRE TEMPS: 

O grande shopping de La Defense, um dos maiores da Europa, realmente um fantástico centro de compras. Perfeito se você destinou um dos dias da viagem para conhecer a região de La Defense, que vale muuuito à pena. É em frente ao 4 Temps, que fica o Grand Arche, o maior “arco do triunfo” de Paris, com 115 metros de altura, e uma das vistas mais incríveis da cidade luz. Este Shopping tem um complexo de cinemas incrível, uma praça de alimentação recheada de ótimas opções para quem quer economizar, e um infinidade de opções de lojas. Assim como o Fórum Des Halles, não é um local para compras de luxo, portanto não é por ali que você vai atualizar sua coleção de IT Bags. Mas em compensação, tem Sephora, Uniqlo (aquela fast fashion japonesa, que eu sempre falo para vocês), MAC, Kiko, Accessorize, Apple Store, C&A, Claire’s, Desigual, Decathlon, FNAC, Fóssil, Foot Locker, H&M, Havaianas, GAP, Nike, Go Sport, Guess, Kipling, Levi’s, L’occitane, Mango, Petit Bateau, Pharmacie… e tantas outras lojas que a gente ama!

Endereço: 15, Parvis de La Defense, 92800 Puteaux, Metro Linha 1, estação La Defense – Grand Arche.

MONOPRIX & PHARMACIE

No Monoprix e nas farmácias francesas você vai se esbaldar no quesito comidinhas, vinhos, e cosméticos! Tem uns biscoitos amanteigados que só tem por lá, em caixinhas lindas, que custam menos de 3 Euros, e servem inclusive de lembrancinhas para presentear na volta. Vale muuuuito à pena ir com calma, e aproveitar que os preços das marcas mais badaladas, são bem convidativos.

AVENUE MONTAIGNE:

Se dinheiro não é problema, esse é o seu lugar!!! Ela inicia no fim da Champs Elysée (vindo do Arco do Triunfo, sentido Jardin dês Tuileries), do lado direito, e é sem dúvidas, o endereço do LUXO mundial. Todas as marcas estão ali, então seja para enfim comprar aquela bag Chanel que você tanto queria, ou só para olhar vitrines e admirar, vale muito a pena o passeio. No meio dela, em uma esquina phynaaaa, está o badalado restaurante L’Avenue! Chiquérrimo, e maravilhoso, apesar do endereço e de toda a badalação, tem um excelente custo-benefício. Não é barato, longe disso, mas não vai te levar a falência, se você tiver se programado para comer ali. Eu e Matheus almoçamos no L’Avenue em 2016, pedimos 2 pratos, uma garrafa de vinho e uma sobremesa, por 150 Euros. A Lagosta com fritas, se não me engano é o prato mais caro do cardápio, e custa 79 Euros, a garrafa de vinho que tomamos, um delicioso tinto da região de Bordeaux, custou 38 Euros.

É claro que a taurina terminou o post de compras falando de comida! Hahaha!!!

Espero que vocês tenham gostado, comentem, perguntem, acrescentem dicas, a participação de vocês é essencial. Lembrem-se de deixar o like no coração ali do lado direito, é só clicar! 

Para ver todos os posts de Paris, acesse (aqui). 

Bjo bjo bjo!



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

O INTERCÂMBIO COMO IMPULSIONADOR

21 de agosto de 2017

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

O intercâmbio como impulsionador de vida, de carreira, de visão de mundo! A mocinha da foto acima, sou eu, há 21 anos atrás, em 1996… Hoje que sou mãe, e paro para pensar, vejo o quanto meus pais foram corajosos, em enviar sua caçulinha, aos 15 anos, para morar na Califórnia, em uma época em que a comunicação era muito mais difícil. Não existia wifi, nem whatsapp, nem skype… As ligações telefônicas eram caríssimas, e quase ninguém tinha celular. Mesmo assim, eles tiveram coragem, confiaram na empresa de intercâmbio, na educação que me deram, e me permitiram viver uma experiência que com certeza mudou a minha vida.

Coloquei este post em DICAS DE VIAGEM, mas está mais para Dicas de Vida.  Eu posso dizer por experiência própria, que aprendi mais do que cantar as músicas dos meus astros favoritos, pois o intercâmbio me proporcionou a capacidade de me comunicar com o mundo. Eu fiz intercâmbio em High School, com 15 anos. Morei em uma cidade na Grande Los Angeles, chamada, Manhattan Beach, e por 6 meses, me senti a verdadeira California Girl. Cheguei aos Estados Unidos com muitas expectativas, e uma bagagem super basiquinha de inglês. Morei em casa de família, estudei em uma escola pública americana, e voltei para casa, com uma bagagem transformadora!

alunas de 20 anos depois na, Mira Costa High school

Agora é chegada a minha vez, como mãe, de decidir o intercâmbio da minha adolescente, e ela, cabeça feita, quer muito viver essa experiência! Para minha alegria, amanhã, inaugura uma loja EXPERIMENTO Intercâmbio Cultural em Cuiabrasa, e sem dúvidas, é muito mais fácil, resolver as coisas face a face. A Experimento tem mais de 50 anos de mercado, e com certeza a Dudinha, já iria ser uma “experimenter” (apelido carinhoso dos intercambistas da experimento).

QUE TIPOS DE INTERCÂMBIO EXISTEM: Existem vários tipos de programas, que variam de  semanas a anos, no caso de universidades, por exemplo! Eu fiz um intercâmbio de 6 meses, no ensino médio americano, e não perdi o ano aqui no Brasil (viu mamães apegadas, nem adianta dizer que vai atrasar a escola…). Quando a pessoa vai através de uma empresa regulamentada, faz o processo com toda assessoria, documentação adequada, consegue com isso, o melhor aproveitamento.

Existem cursos de imersão, com foco em negócios, ou acadêmico (para quem deseja lecionar), existe também o programa Work and Travel, Au Pair, que você pode trabalhar e estudar. Não se limita apenas a países de língua inglesa, tem intercâmbio em Tóquio, por exemplo, se o seu sonho (ou necessidade) for aprender japonês!

IDADES: Normalmente a idade mínima e máxima varia, de acordo com o tipo de intercâmbio que você pretende fazer. Para High School por exemplo, a idade varia entre 15 e 18 anos, é necessário que a pessoa esteja cursando o Ensino Médio aqui no Brasil. Para cursos de imersão, a idade geralmente é à partir de 16 anos, sem limite máximo.

Um Conselho de Amiga: É melhor que seu filho vá no 1º ou 2º ano do Ensino Médio, se ele for fazer High School, porque assim, não atrapalha o ritmo do 3º ano, que é todo voltado ao ENEM e vestibulares.

Outra coisa interessante, é a possibilidade de parcelamento em até 12x sem juros, assessoria na aquisição de passagens aéreas, assistência de viagem, cartão pré pago, para facilitar o envio de dinheiro pelos pais, dentre outros serviços, que só visitando uma loja EXPERIMENTO, para entender.

ACOMODAÇÕES: Existem as mais variadas possibilidades, para High School, geralmente é casa de família, que normalmente é escolhida de acordo com o perfil do formulário que o estudante preencheu. Normalmente em casa de família, o estudante tem hospedagem, café da manhã e jantar, pois o almoço acontece na escola, geralmente é pago, por isso é bom calcular um orçamento básico para o período do intercâmbio. Existem dormitórios, repúblicas geridas muitas vezes por casais sem filhos, ou que os filhos já não moram mais em casa. Existe a possibilidade de se hospedar em Campus universitário, na própria escola de inglês, ou até em hotel. Tudo vai depender da idade e do tipo de intercâmbio que se pretende fazer.

LUGARES: São mais de 20 de países, inclusive lugares inusitados, com programas humanitários por exemplo.

  • Língua inglesa: Nova Iorque, Los Angeles, San Diego, San Francisco, Boston, Miami, Fort Lauderdale (EUA), Toronto (Canadá), Vancouver (Canadá), Londres (Inglaterra), Auckland (Nova Zelândia), Sydney (Austrália), Cidade do Cabo (Africa do Sul)
  • Espanhol: Madri (Espanha), Barcelona (Espanha), Riviera Maya (México), Santiago (Chile), Buenos Aires (Argentina).
  • Japonês: Tóquio (Japão).

TEMPO PARA APRENDER A FALAR: É claro que isso varia muito de pessoa para pessoa, também do comprometimento, porque se você for fazer intercâmbio, e resolver andar só com brasileiros, a chance de voltar sem falar, é imensa! Mas em média, 4 semanas de imersão (4 a 6 horas de aula/dia) são equivalentes a 1 ano de estudo em uma escola de idiomas no Brasil.

Experiência Pessoal: Eu morei com uma família americana, que me ajudou muito, me corrigindo, orientando. No começo, fiz amizade com brasileiros, porque estando em outro país com 15 anos, achei conforto nos conterrâneos, porém logo percebi que isso só dificultaria meu aprendizado. Me esforcei para me misturar mais, e logo tinha amigos de toda a parte do mundo, inclusive americanos… Hahaha! Eles tendem a se fechar de início, mas logo vão abrindo espaço.

Experiência Pessoal Parte 2: Outra coisa que me ajudou, foi me desligar do Brasil. Eu só ouvia música americana, assistia filmes em inglês, me matriculei em várias atividades extra-curriculares, pois assim conseguia conviver mais com os nativos da língua que eu estava aprendendo. Me inscrevi como voluntária para dar aula de Ballet para crianças, era Baby Sitter da minha “irmãzinha” americana e suas amiguinhas de 8 anos, às sextas-feiras. Quando voltei para o Brasil, aos 16 anos, fui dar aulas de inglês em uma escolha de Business English, que me ajudou ainda mais a manter a fluência na língua. Até hoje, procuro comprar livros em inglês, assistir filme com a legenda em inglês, para me lembrar da grafia e do som das palavras.

Espero ter contagiado vocês, e alerto: Não existe idade limite para fazer intercâmbio. Embora eu acredite que quanto mais nova, melhor, porque o cérebro aprende mais rápido, o impacto da língua no currículo de um profissional já inserido no mercado de trabalho, é muito expressivo! Se você é aposentada (o) e tem vontade, por que não??? É uma experiência única, que com certeza muda a sua forma de ver, e se comunicar com o mundo!

A Experimento de Cuiabá, está localizada no Shopping 3 Américas, piso térreo, telefone (65) 3627-6267, whatsapps: (65) 99639-1193, 99603-7500 ou 99645-3329.

Para ler todas as DICAS DE VIAGEM do blog, acesse (aqui).

Bjo bjo bjo!!!



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

PARIS: (QUASE) TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER!

7 de agosto de 2017

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

Tudo o que você precisa saber sobre Paris, ou “quase” tudo, até porque, mesmo voltando sempre, a gente acaba descobrindo que é preciso uma vida em Paris, para desvendar todos os seus mistérios! Esse post foi elaborado com todo amor, por uma apaixonada pela cidade luz, com instruções que farão com que você aproveite melhor, cada segundo da sua viagem.

Então vamos lá, se você está indo à Paris pela primeira vez, ou quer entender melhor os principais pontos encantadores da cidade, este post é para você! Paris e seus encantos, por arrondissement. E se você não tem noção do que são os tais arrondissements, podemos dizer que são regiões (pequenos bairros), que organizam a cidade em um grande caracol, que inicia no “centro” às margens do Rio Sena, e vai girando até as regiões mais periféricas.

Se você estiver em busca de um bom lugar para se hospedar em Paris, meus arrodissements favoritos, no quesito: segurança, proximidade de pontos turísticos, praticidade e beleza, são (em ordem de preferência): 1, 4, 8, 7, 9, 6, 5, 3, 2! Difícil errar, se hospedando nessas regiões. Se quiser alugar um apartamento em Paris, eu já aluguei 2 vezes nessa empresa (aqui) e foram experiências maravilhosas. Para escolher um bom hotel, eu dei dicas (aqui).  É claro que também existem ótimos lugares, em outros arrondissements, mais intimistas, menos explorados por turístas, como o 13º, porém, como é certo que você não alugará um carro em Paris (impossível estacionar, e o trânsito muitas vezes é caótico) fica mais fácil, se hospedar em lugares mais próximos dos principais pontos da cidade. Uma boa forma de se situar, é sempre tentar ficar o mais próximo do Rio Sena e do centro do “caracol”, além de lembrar que quanto mais perto de estações de Metrô, melhor será a sua locomoção.

Para saber em que região você está, basta olhar no topo das placas de rua, que o arrodissement correspondente geralmente estará marcado na placa.  Então vamos lá? Desvendar Paris!

1º ARRONDISSEMENT: Este é o famoso arrondissement do Museu do Louvre, que concentra uma boa amostra dos pontos turísticos mais famosos da cidade, como o Palais Royal, o Jardin des Tuileries, a Place Vendome, a Pont Neuf, a Pont des Arts (aquela dos cadiados), muitas lojas bacanas, como a famosa Colette, o chiquérrimo Hotel Hitz, uma bela vista do Sena, e lojinhas de souvenir.

  • Musée du Louvre (Museu do Louvre)
  • Palais Royal (antiga sede do poder real)
  • Jardin des Tuileries (lindooo, fica em frente ao Louvre)
  • Galerias Jeu de Paume-Nacional (anexo ao Jardin de Tuileries)
  • Musée de l’Orangerie
  • La Comédie Française (Teatro Francês muito conhecido por ter sido o lugar que Moliere, conhecido como o “Pai da comedia francesa” apresentava as suas peças)
  • Place Vendôme
  • Forum les Halles
  • Eglise Saint-Eustache
  • Capela de Sainte-Chapelle (Localizada na Ile de la Cité, no meio do Rio Sena)
  • Pont Neuf  (apesar do nome, que significa Ponte Nova, trata-se da ponte mais antiga de Paris)

Pont des Arts (a famosa Ponte dos namorados, onde turistas e locais prendem cadeados com os nomes do casal, simbolizando amor eterno. De tempos em tempos, a prefeitura da cidade, retira os cadeados, porque o peso pode ameaçar a estrutura da ponte, mas logo eles tomam conta do local, novamente!) Ela liga o Institut de France à Praça central do Palais du Louvre.

Museu do Louvre

Jardim do Palais Royal

Jardin des Tuilerie

Galerie Jeu de Paume Nacional

Musée de L’orangerie

La Comédie Française

Place Vendome

Forum Les Halles

Eglise Saint Eustache

Capela de Saint Chapelle

Pont Neuf

Pont des Arts

2º ARRONDISSEMENT: É um dos menos conhecidos da cidade, por ter poucos pontos turísticos famosos, porém é vizinho do 1º que abriga o Louvre e do 8º, que abriga a badalada Avenida Champs Elysée. É neste arrodissement que você tem a oportunidade de se sentir parisiense, passeando pela animada Rue Montorgueil, lotada de bares e restaurantes frequentados por locais, onde também fica a Rue Montmartre (que não tem nada a ver com o bairro Montmartre), que abriga um dos meus restaurantes favoritos na cidade, o Presto Fresco. É nesse arrondissement que está localizada a Bolsa de Valores de Paris, e a interessante Passage des Panoramas.

  • A Rue Montorgueil 
  • Galerie Vivienne (Situada no 2º arrondissement, entre o Palais Royal e a antiga bolsa de valores)
  • Bolsa de Paris- sede histórica
  • Bibliothèque Nationale de France (Biblioteca Nacional de França – sítio histórico)
  • Passage des Panoramas
  • Le Grand Rex (cinema histórico, clube e sala de concertos)

Rue Montergueil

Galerie Vivienne

Bolsa de Paris – Sede Histórica

Biblioteca Nacional da França

Le Grand Rex

3º ARRONDISSEMENT: Fica perto do coração da cidade e tem um misto de ruas tranquilas com outras muito movimentadas. Um pedaço mais quieto do boêmio Marais (fala-se Marré), que é lotado de pessoas nas ruas, artistas, bares, e lojas interessantes.

  • O Bairro Marais (também parte do distrito 4)
  • Museu Carnavalet
  • Museu Picasso 
  • Musée des Arts et Métiers (conhecido como o museu do ofício, tem um acervo muito interessante)
  • Museu dos Arquivos Nacionais – Hotel de Soubise (mansão da era renascentista)
  • Musée de la Poupée (Museu dos Bonecas em Paris)

Museu Carnavalet

Museu Picasso

Musée des Arts et Metiers

Hotel de Soubise

 

Musée de la Poupé – Museu de Bonecas

4º ARRONDISSEMENT: Esse arrondissement é muito conhecido pelos turistas, nele está inserida a parte movimentada do Bairro Marais, um local que tem muitas lojas de estilistas independentes, cafés, artistas, designers, estudantes. Abriga muitos pontos conhecidos da cidade, inclusive a Catedral de Notre Dame.

  • Centro Georges Pompidou e o Museu Nacional de Arte Moderna (ou Beaubourg como eles gostam de chamar)
  • O bairro de Marais
  • Place des Vosges
  • Hotel de Ville (Câmara Municipal de Paris)
  • Place de la Bastille (compartilhada por arrondissements 4, 11 e 12)
  • A Ile de la Cité (Ilha natural sobre o Sena)
  • Catedral de Notre Dame
  • Livreiros do Rio Sena

Centro Georges Pompidou

Região do Marais

Place des Voges

Hotel de Ville

Place de la Bastille

Ile de la Cite

Catedral de Notre Dame

Livreiros do Sena ou Buquinistas

5º ARRONDISSEMENT: O berço dos intelectuais, consagrado pela universidade Sorbone, pelos cafés lotados de estudantes, com preço-amigo, também encanta com o Jardin des Plantes (leia-se Jardim Botânico) e o Pantheon. Também é conhecido como o bairro latino de Paris, faz parte do famoso Quartier Latin, que engloba o 5º e o 6º arrondissements!

  • A Universidade Sorbonne
  • Panthéon
  • Place Saint-Michel
  • Jardin des Plantes
  • Grande Galeria – Museu de História Natural
  • La Grande Mesquita de Paris (Mesquita, salão de chá e hammam)
  • Institut du Monde Arabe

Universidade Sorbonne

Pantheon Paris

Place Saint Michel

Jardin des plantes

Grande Galeria da Evolução

A Grande Mesquita de Paris

Institute du Monde Arabe

6º ARRONDISSEMENT: O sexto arrondissement foi muito frequentado por escritores e artistas famosos da capital francesa. Hoje é um luxuoso centro de boutiques de Designers hypados, lojas de móveis antigos e vendedores de objetos de arte, flores e afins. Abriga um dos meus restaurantes favoritos em Paris, o Les Deux Magots, aliás, para ser honesta com vocês, devo ter um restaurante favorito por arrondissement… Coisas de taurina!!!

  • Jardim de Luxemburgo (um dos meus favoritos)
  • Igreja de Saint-Sulpice (ficou famosa no filme/livro, O Código Da Vince)
  • Saint-Germain des Prés, bairro (e abadia histórica)
  • Café Les Deux Magots e Café de Flore ( antigo ponto de encontro de artistas e escritores)
  • Le Procope (o mais antigo café de Paris)
  • Hotel Lutetia (histórico hotel famoso)

Jardim de Luxemburgo

Igreja Saint Sulpice

Saint Germain des Prés

7º ARRONDISSEMENT: Um dos mais famosos e turísticos da Cidade Luz, onde fica a Torre Eiffel, símbolo maior da cidade. Por aqui tudo é mais caro, incluindo hotéis, restaurantes, lojas… Mas é claro que vale muito a visita. É o ponto de saída de grande parte dos passeios de barco, e local onde está o meu museu favorito em Paris, que pasmem, não é o Louvre, e sim o Museu d’Orsay, casa dos Impressionistas.

  • Torre Eiffel e Champ de Mars
  • Trocadero (vista mais bonita da Torre Eiffel)
  • Musée d’Orsay (um dos mais interessantes, na minha opinião)
  • Museu Rodin
  • École Militaire
  • Hôtel des Invalides (não é um hotel , mas um complexo de ex-militares, e local onde esta enterrado Napoleão I)
  • Museu de Quai Branly ( museu de artes indígenas)
  • Le Bon Marché (loja de departamentos muito tradicional de Paris)

Torre Eiffel e Campo de Marte

Trocadero

Museu Dorsay

Museu Rodin

Escola Militar

Hotel dos Invalidos

Museu do Quai Branly

Le Bon Marche

Escadas Le Bon Marche

8º ARRONDISSEMENT: Uma das minhas regiões favoritas, local que abriga a avenida mais famosa da cidade, a Champs Elysées com seus cafés repletos de mesas e cadeiras de frente para o asfalto. Ninguém tem coragem de sentar de costas para o movimento, um charme só! As principais lojas de Paris estão ali, inclusive a maior Louis Vuitton do mundo. O Arco do Triumfo é seu símbolo mais encantador! Meu primeiro contato com Paris foi em 2008, quando me hospedei com 4 amigas, no n78 da Champs Elysée, em um loft lindo, que tornou a experiência ainda mais incrível.

  • Arco do Triunfo
  • Avenue des Champs-Elysées (e zona em torno)
  • Lido (um Show de autêntico cabaré Parisiense que fica na Champs Elysées)
  • Grand Palais
  • Petit Palais
  • The Crazy Horse (O Cabaret mais ousado da cidade, frequentemente estrelado por Dita von Teese)
  • Hotel de Crillon (um dos mais antigos hotéis de luxo em Paris)
  • Museu Jacquemart-André
  • Parc Monceau

Arco do Triunfo

grand Palais

Grand Palais

Petit Palais

Crazy Horse

Hotel de Crillon

Museu Jacquemart André

Museu Jacquemart André

Parc Monceau

Parc Monceau

9º ARRONDISSEMENT: Trata-se de um espaço imponente conhecido por suas lojas Belle Époque, galerias elegantes, teatros famosos, a clássica loja conceito da marca Repetto e ruas residenciais. Eu tive a oportunidade de assistir a uma ópera na Garnier, e jamais esquecerei a experiência! Se você ama compras, vai pirar na Lafayette e na Printemps. Ande com calma pelas ruas do 9º arrondissement, descubra lojinhas incríveis, e marcas consagradas da Cidade de la Mode.

  • Opera Garnier (Ópera Historica de Paris)
  • Galeries Lafayette
  • Printemps
  • Museu Grevin (Museu de Cera)
  • Olympia Theater e Concert Hall (famoso pelas performances históricas de Edith Piaf e outros)
  • Fragonard Musée du Parfum (Museu do Perfume)
  • Grands Boulevards (Bairro)

Opera Garnier

Opera Garnier – Palais Garnier

Galeria Lafayette

Galeries Lafayette parte interna

Galeria Printemps

Rooftop da Printemps

Museu de Cera de Paris

Museu Grevin

Olympia Theater Paris

Interior do Olympia Theater

Fragonard Museu do Perfume

Museu do Perfume

Passangens Cobertas – Galerias do Bairro Grand Boulevards

10º ARRONDISSEMENT: Este arrondissement é pouco conhecido pelos turistas, mas abriga tesouros escondidos, como o bairro do canal Saint Martin. Local que abriga a Rue Sainte Marthe, e a Praça de mesmo nome, que estão repletas de pequenas lojas, bistrôs e cafés de uma calma Paris, preservada escondida como um tesouro, ao longo dos anos. Este arrondissement está perto do centro da cidade, e atrai cada vez mais jovens profissionais, artistas, e amantes de uma atmosfera mais intimista. Além de tudo, é o ponto de partida para vários lugares da Europa, com as estações Gare de L’est e Gare du Nord.

  • Canal do bairro Saint-Martin
  • Place Sainte-Marthe
  • New Morning (famoso clube de jazz de Paris)
  • Gare de l’Est e
  • Gare du Nord

Canal de Saint Martin Paris

Passeio de Barco no Canal Saint Martin

Rua Sainte Marthe

Place Sainte Marthe

New Morning Jazz Club

Gare de l’est

Gare du Nord

Do 11º ao 20º arrondissement, teremos um novo post, afinal, eu não queria “torturar” vocês com uma leitura infinita, embora quando vamos viajar, informações diretas sobre o local onde vamos, sempre são bem vindas, né? Então semana que vem acontece o segundo post da série: Tudo o que você precisa saber sobre Paris! Fiquem ligadinho aqui, e perdoem a demora entre um post e outro, neste segundo semestre serei bem mais assídua, porque tem muito material bacana para dividir com vocês.

Para quem não é acostumado a montar os próprios pacotes de viagem, é sempre bom ter um agente de viagens de referência para ligar na hora do sufoco, por isso, eu sempre pesquiso nos sites, fecho sim algumas coisas por conta própria, mas tudo o que é mais complexo, eu ligo na  CVC , e prefiro fechar com eles, além do mais,  a Gelza, proprietária da loja da Av. Couto Magalhães,911, Várzea-Grande, é super viajada, sempre tem as melhores dicas, e atende por whatsapp, pessoas do Brasil todo! É só chamar (65) 99235-0410, 99285-7584, 99235-3601, ou 99229-5966.

Gostaram do post, lembrem-se de deixar o like no coraçãozinho ao lado (não precisa inserir e-mail, é só clicar), comentem, perguntem, recomendem aos amigos! A blogueira agradece de coração.

Bjo bjo bjo!



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

INSTAGRAM

@MAYSALEAO