DICAS DE LOS ANGELES: RESTAURANTE CATH EM MELROSE WEST HOLLYWOOD

18 de dezembro de 2016

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

1-catch-la_arrivals-1-1030x687

Meu amor por Los Angeles é infinito, talvez por eu ter morado lá há anosssss atrás (1996 para ser exata), ou pela mística em torno da capital do cinema mundial. Portanto falar de Los Angeles, é mais que um prazer… Estou preparando uma série de posts para vocês, e como boa taurina, começarei pelo badalado restaurante CATCH. Nascido em New York (instalado no Meatpacking District), tem endereços em Dubai e Playa del Carmen (México)  além do novo spot em um rooftop no endereço estrelado de MELROSE em West Hollywood.

Especializado em frutos do mar, o restaurante ficou conhecido pelos frequentadores famosos, pelas festas badaladas e pelo menu primoroso, e agora pelo brunch, que além de um cardápio incrível, encanta pelas paisagens que proporciona da belíssima região de West Hollywood. INSPIREM-SE:

6-tablescape-a2-1030x687 catch-brunch-los-angeles 3-catch-ceviche-1-1030x687 7-catch-la_mdr-1-1030x687 2-10oz-filet-1030x687 15-catch-la_terrace-2 14-hit-me-chocolate-cake-1-1030x824 catch-la-pdr-cocktail-style-2-1030x824 5-detox-retox-1-1030x687 catch-la-large-pdr-dinner-view-2-1030x687 catch-brunch-los-angeles catchla-1071

Pelas imagens, dá para imaginar o quanto o restaurante se encaixa no perfil artístico, badalado e inovador do Design District de Los Angeles. A vista para as montanhas de Hollywood (Hollywood Hills) e para o centro de Los Angeles (Downtown LA) também são grandes atrativos do CATH. Há também grandes chances de encontrar-se com uma Kardashian ou algum outro famoso. A decoração do ambiente, a apresentação dos pratos, e o sabor, também são grandes aliados para o sucesso deste point gastronômico.

catch-rooftop-melrose-la

Estou enlouquecida para desfrutar de um brunch no Catch, já está no topo da minha lista de lugares. Em breve posto para vocês sobre Melrose, que ja inspirou um seriado de muito sucesso na década de 90, e que abriga endereços incríveis para quem ama moda, arte, música e gastronomia.

Gostou do post? Lembre-se de dar seu like no coração à direita, no fim do post. Para ler todos os posts de viagem do Blog, clique (aqui).

Eu encontrei uma CVC para chamar de minha, pois a Gelza, proprietária da loja da Av. Couto Magalhães,911, Várzea-Grande, é super viajada, sempre tem as melhores dicas, e atende por whatsapp, pessoas do Brasil todo! É só chamar (65) 99235-0410, 99287-4534 ou 99285-0252. Vale à pena cotar o pacote completo por lá e comparar, porque  a comodidade de ter alguém resolvendo todos os problemas em uma viagem, especialmente para o exterior, é o melhor investimento.

O CATH LA, está localizado em 8715, Melrose Avenue, West Hollywood, CA, 90069, reservas (aqui). 

Bjo bjo bjo!



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

DICA DE VIAGEM: APOSTE NO INTERCÂMBIO!

11 de fevereiro de 2016

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email
Daniel Ocampo (Colômbia), EU!!! (Brasil), Daniel Lundh (Suécia), Alex (Alemanha)

Aposte no Intercâmbio cultural para mudar a sua vida, ou do seu filho! Coloquei este post em DICAS DE VIAGEM, mas está mais para Dica de Vida. Sim, um bom intercâmbio pode mudar a vida de uma pessoa. Eu posso dizer por experiência própria, que aprender mais do que cantar as músicas dos meus astros favoritos, me proporcionou, muitas conquistas. Eu fiz intercâmbio em High School, com 15 anos. Morei em uma cidade na Grande Los Angeles, chamada, Manhattan Beach, e por 6 meses, me senti a verdadeira California Girl. Cheguei aos Estados Unidos com muitas expectativas, e uma bagagem super basiquinha de inglês. Morei em casa de família, estudei em uma escola pública americana, e voltei para casa, com uma experiência de vida transformadora!  Quando a CVC TURISMO de Mato-Grosso, me convidou para falar sobre os Intercâmbios que a empresa estava lançando, eu fiquei muito feliz, porque sei que essa informação pode transformar futuros.

Meu Livro do Ano da Mira Costa High School
Pier de Manhattan Beach
Alunas de Hoje
Mira Costa High School
Turma de 2016

Então vamos às frequentes dúvidas:

QUE TIPOS DE INTERCÂMBIO EXISTEM: Existem vários tipos de programas, que variam de 2 semanas a 1 ano! Eu fiz um intercâmbio de 6 meses, no Ensino Médio de lá, e não perdi o ano aqui (viu mamães apegadas, nem adianta dizer que vai atrasar a escola…). Quando você vai bonitinho, através de empresas regulamentadas, como a CVC VIAGENS, você faz o processo com assessoria, documentação adequada, e consegue fazer um melhor aproveitamento.

Existem cursos de imersão, com foco em negócios, ou acadêmico (para quem deseja lecionar), existe também o programa Work and Travel, que você pode trabalhar e estudar. Não é só para países de língua inglesa não, eu estava conversando com o pessoal da CVC, tem intercâmbio em Tóquio, se o seu sonho for aprender japonês!

IDADES: Normalmente a idade mínima e máxima varia, de acordo com o tipo de intercâmbio que você pretende fazer. Para High School por exemplo, a idade varia entre 15 e 18 anos, é necessário que a pessoa esteja cursando o Ensino Médio aqui no Brasil. Para cursos de imersão, a idade geralmente é a partir de 16 anos, sem limite máximo.

Um Conselho de Amiga: É melhor que seu filho vá no 1º ou 2º ano do Ensino Médio, se ele for fazer High School, porque assim, não atrapalha o ritmo do 3º ano, que é todo voltado ao ENEM e vestibulares.

Existem também cursos específicos para universitários, que são muito bacanas!

ACOMODAÇÕES: Existem as mais variadas possibilidades, para High School, geralmente é casa de família, que normalmente é escolhida de acordo com o perfil do formulário que o estudante preencheu. Normalmente em casa de família, o estudante tem hospedagem, café da manhã e jantar, pois o almoço acontece na escola, geralmente é pago, por isso é bom calcular um orçamento básico para o período do intercâmbio. Existem dormitórios, repúblicas geridas muitas vezes por casais sem filhos, ou que os filhos já não moram mais em casa. Existe a possibilidade de se hospedar em Campus universitário, na própria escola de inglês, ou até em hotel. Tudo vai depender da idade e do tipo de intercâmbio que se pretende fazer.

LUGARES: Os mais diferentes países estão disponíveis! Algumas empresas de intercâmbio permitem a escolha de país, porem não disponibilizam a cidade. Pela CVC, você consegue escolher para onde vai.

  • Língua inglesa: Nova Iorque, Los Angeles, San Diego, San Francisco, Boston, Miami, Fort Lauderdale (EUA), Toronto (Canadá), Vancouver (Canadá), Londres (Inglaterra), Auckland (Nova Zelândia), Sydney (Austrália), Cidade do Cabo (Africa do Sul)
  • Espanhol: Madri (Espanha), Barcelona (Espanha), Riviera Maya (México), Santiago (Chile), Buenos Aires (Argentina).
  • Japonês: Tóquio (Japão).

TEMPO PARA APRENDER A FALAR: É claro que isso varia muito de pessoa para pessoa, também do comprometimento, porque se você for fazer intercâmbio, e resolver andar só com brasileiros, a chance de voltar sem falar, é imensa! Mas em média, 4 semanas de imersão (4 a 6 horas de aula/dia) são equivalentes a 1 ano de estudo em uma escola de idiomas no Brasil.

Experiência Pessoal: Eu morei com uma família americana, que me ajudou muito, me corrigindo, orientando. No começo, fiz amizade com brasileiros, porque estando em outro país com 15 anos, achei conforto nos conterrâneos, porém logo percebi que isso só dificultaria meu aprendizado. Me esforcei para me misturar mais, e logo tinha amigos de toda a parte do mundo, inclusive americanos… Hahaha! Eles tendem a se fechar de início, mas logo vão abrindo espaço.

Experiência Pessoal Parte 2: Outra coisa que me ajudou, foi me desligar do Brasil. Eu só ouvia música americana, assistia filmes em inglês, me matriculei em várias atividades extra-curriculares, pois assim conseguia conviver mais com os nativos da língua que eu estava aprendendo. Me inscrevi como voluntária para dar aula de Ballet para crianças, era Baby Sitter da minha “irmãzinha” americana e suas amiguinhas de 8 anos, às sextas-feiras. Quando voltei para o Brasil, aos 16 anos, fui dar aulas de inglês em uma escolha de Business English, que me ajudou ainda mais a manter a fluência na língua. Até hoje, procuro comprar livros em inglês, assistir filme com a legenda em inglês, para me lembrar da grafia e do som das palavras.

Bem, acho que falei tudo o que eu sabia! Espero ter contagiado vocês, e alerto: Não existe idade limite para fazer intercâmbio. Embora eu acredite que quanto mais nova, melhor, porque o cérebro aprende mais rápido, o impacto da língua no currículo é maior… Se você é aposentada (o) e tem vontade, por que não??? É uma experiência única! Existem grandes empresas que trabalham com intercâmbio, a empresa que eu fui não existe mais no Brasil (“old me” hahaha! To ficando “velha”!).

CUIDADO com falsas promessas, com empresas sem nome no mercado, com gente que dá um jeitinho para você ir mais rápido, ou mais barato! Um deslize, e você pode ser deportado, banido… Não vale o desconto! Eu estou indicando a CVC VIAGENS porque são meus parceiros, que eu confio, têm tradição no mercado, parcelam, organizam, orientam, assessoram.

A CVC do Pantanal Shopping daqui de Cuiabrasa, é expert em montar pacotes bacanas e a equipe é encantadora, a Edna, gerente da loja, é super atenciosa (pode falar que eu falei que ela é querida, quem sabe rola um desconto a mais… Rsrsrs!), o telefone de lá é o (65) 3313-1055. 
Para ler todas as DICAS DE VIAGEM do blog, acesse (aqui).
Bjo bjo bjo!


VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

COMPRINHAS GRINGAS DE FARMÁCIA

5 de junho de 2015

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email

 

Quem me segue no Insta @maysaleao viu que semana passada eu estava em Miami à trabalho. Além de me “entupir” de Starbucks, mergulhar nas gordices americanas (confesso que piro no donuts e na panqueca), eu andei muito, pesquisei produtos bacanas, vi tendências, fiz um curso de maquiagem com a equipe da Bobbi Brown, e me joguei de leve nas comprinhas de farmácia. De leve porque o Real em 2015 não está muito amigo do Dólar, e porque em março, eu estive em Miami, então era mais que obrigação pegar leve. Eu tenho uma lema: Compro apenas o que uso, e uso tudo o que compro! Fugindo da doença consumista do “ter por ter”… Sempre vale a reflexão! Filosofias à parte, uma das coisas que mais gosto nos Estados Unidos, são as farmácias. Porque tem tudoooo o que uma pessoa vaidosa possa desejar, incluindo aí Target e Walmart, pronto. Dessa vez eu comprei alguns produtos que nunca tinha experimentado, e ameeeei alguns deles, então segue a listinha com suas devidas funções:

Bem, vamos lá, itens 1, 2 e 3 são hidratantes labiais, ou lip balms, na língua de origem dos produtos. O número 1 é o Softlips que eu conheci agora, e o que mais gostei! O 2 é o famoso EOS, que virou moda através das celebridades, especialmente Kim Kardashian, e que na verdade eu trouxe para a minha filha (a Duda) que tem 11 anos, boquinha seca que nem a mãe, e é alucinada pelo EOS. O 3, é o Vaseline, que é muito bacana por ser multi-uso, pois hidrata lábios, cutículas, pele, cotovelos, por isso acho super eficiente para ficar perto da cama, e passo ele toda noite.

4, lenço demaquilante que, para mim, é a melhor coisa que inventaram, especialmente esse da marca Neutrogina, que é super eficiente. O 5 virou minha paixão, pela praticidade, pois ele serve para fazer aquela maquiagem com efeito Luz e Sombra, prometo falar dela aqui no blog, e esse da NYX é bom, bonito e barato! 6, pincéis da Elf, não conhecia a marca, quem me apresentou foi a minha amiga MARIA FASHIONISTA, e além de serem muuuito eficientes, são de preço amigo de infância.

7, esponjinhas de maquiagem, que servem para espalhar base, se eu tomar coragem, faço um vídeo para vocês, mas basicamente, elas enviam os pincéis de base para a prateleira de inúteis, e ainda são altamente eficazes para esfumar o produto que você usar para efeito luz e sombra, seja ele um pó, ou esse lápis da NYX que comprei, ou uma paleta de corretivos, como as maquiadoras profissionais gostam de usar. 8 Rímel para mim é Maybelline! Que me perdoem Chanel, Dior, Lancome, MAC, depois que conheci o Colossal (o amarelo) nunca mais o abandonei, e agora curti muito esse Lash Sensational.

9, Base e pó com efeito Matte da Maybelline também! Depois dos 30 parece que os poros triplicam, ô coisa chataaaaa! Essa linha, promete disfarçar os poros, e ela seca muito rápido na pele, dando um efeito Matte (mais seco), como eu tenho pele mista, e moro no forno (alô Cuiabrasa!) essa linha se torna necessária à sobrevivência da maquiagem.

Por último, 10, meu amado pó protetor da Shiseido, que sei lá porque a marca tinha deixado de fabricar, pirando as adeptas, que reivindicaram loucamente nas Redes Sociais até que ele voltasse. Esse é o único produto que não encontramos em farmácias gringas, somente na Sephora (que não tinha) e no Free Shop brasileiro, que graças a Deus (exagerada) tinha. Refiz meu estoque!

Bem, é isso! Desculpe o tamanho do post, mas tem gente que ama as explicações. Eu encontro esses produtos na: Walgreens, CVS, Duane Reade, ou no Walmart e Target. São lojas muito fáceis de encontrar, espalhadas por todo o território americano.  Para quem não vai viajar tão cedo, vale seguir a @mariafashionista no instagram e entrar em contato pelo whatsap (65) 8119-8330, pois ela trouxe todos estes queridinhos de Miami.

Bjo bjo bjo! 



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

INSTAGRAM

@MAYSALEAO