DICAS DE VIAGEM: Saiba como Viajar Mais, Gastando Menos!

10 de outubro de 2014

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email
Muita gente me pergunta quanto eu gasto em viagens internacionais, em média? Quantas vezes por ano, eu viajo com a família? E sempre quando conversamos sobre isso, percebemos uma surpresa em relação aos valores. Viajar é uma arte, uma paixão, um vício do bem, um exercício… Como qualquer arte ou exercício, aprendemos muito com as experiências. Eu já errei bastante, mesmo tendo pais viajantes de carteirinha, muita coisa eu aprendi errando. Coisas do tipo, ir passar 28 dias viajando, primeiro de navio no calor, depois de carro no frio, portanto muuuitas malas, roupas de diferentes estilos para os diferentes momentos. Alugamos um carro gigante, que caberia todas as nossas malas. Chegando na Itália, descobrimos que era obrigatório (a partir daquele ano, 2009) o uso da carteira internacional de motorista, ou seja, carro bloqueado, e lá fomos nós, em uma gestante (eu), um adulto com a coluna “problemática”, uma criança, um adulto 100%, e a avó que ficava responsável pela criança, para terminar os 10 dias de viagem, de trem. 5 pessoas com o perfil descrito e 10 malas para carregar = nível máximo de stress.
Vou indicar 10 “mandamentos” do viajante experiente, para facilitar a vida de vocês, e de quebra, garantir uma boa dose de economia!
1) ANTECEDÊNCIA: Vai viajar no Reveillon? Daqui 2 meses, e ainda não viu? Desculpe-me, mas você vai pagar caro! Planejamos nossas viagens com no mínimo 6 meses de antecedência, com isso economizamos, ganhamos tempo para pesquisar as melhores opções no local de destino, compramos ingressos de shows com desconto, e por aí vão as vantagens.
2) DOCUMENTOS EM DIA: Passaporte com data de validade ok, é o primeiro passo! Para ir para o exterior o passaporte é documento obrigatório na maior parte dos lugares. Em alguns países da América do Sul, como Buenos Aires, você pode entrar com RG, desde que ele tenha menos de 10 anos e esteja atualizado ao seu estado civil. Ou seja, casou, mudou de nome, tem que mudar os documentos. Alguns países exigem visto, portanto pesquise na internet ou verifique com seu agente de viagem, se você precisará de visto. Outro alerta importante, países como os Estados Unidos exigem que você tenha pelo menos 6 meses de visto vigente até o último dia da viagem, faça os cáculos e se for necessário, renove o visto antes de ir. ALERTA: Se você for viajar com crianças, lembre-se que no passaporte não tem filiação, portanto para comprovar que está viajando com seu filho, você  precisa levar RG ou Certidão de nascimento da criança, além do passaporte. Se a viagem for internacional, é preciso a presença de pai e mãe, ou autorização registrada em cartório da infância pelo progenitor que não for fazer a viagem. Na dúvida, sempre pergunte ao tio Google.
3) INFORME-SE: A internet é o advento do milênio, aproveite-se da gama de informações ao seu dispor. Antes de fechar um pacote ou decidir um roteiro, pesquise! Se Cancun está na moda, vá para Punta Cana primeiro, se Londres é a bola da vez, comece sua odisséia pela Europa por Frankfurt e chegue em Londres, saindo de locais mais próximos. A lei da antecedência vale para tudo, por exemplo, já conseguimos ir de Nova York para Washington por U$49 em um trem super confortável. De repente, ter um local de base, e fazer pequenos “Bate-volta”, seja o “canal” para conhecer mais lugares. Coloque no goolgle:  “dicas sobre Paris”, “dicas sobre Nova York”, “dicas sobre o Rio de Janeiro”, você vai descobrir um mundo de informações. Somente depois de ler algumas coisas, feche os detalhes da sua viagem. Na lateral direita do blog, tem as fotos dos locais que eu já postei por aqui, clique em qualquer uma delas, e descubra todos os posts sobre aquele destino.
4) LISTA DE FAVORITOS: O viajante de carteirinha tem uma lista de sites e blogs, que não pode viver sem. Seja para comprar passagens, alugar carro, apartamento ou apenas para ouvir a opinião de pessoas que já se hospedaram nos locais que você pretende se hospedar. Nesse quesito, meus favoritos são TRIPADVISOR e BOOKING. Mas também gosto muito do HOTEL URBANO, DECOLAR, EXPEDIA, SUBMARINO, MELHORES DESTINOS. Em termos de blogs, eu adoro o Mala com Rodinha (hahaha!), o Matraqueando, o Viagens para Mãos de Vaca, o Viajando com Pimpolhos, o Nós no Mundo, o Viaje na Viagem que é muuuito completo. Ainda tem o Ponto Miami, o Conexão Paris, e alguns outros que são específicos de determinados lugares. Navegando, você os encontra facilmente.
5) GUIAS DE VIAGEM: Os Guias (livros) de Viagem podem ser confusos, e com tantas informações nos blogs e sites especializados, a nossa tendência é dispensá-los. Mas as vezes o wifi não está disponível, a bateria do celular acaba, e não é possível carregar o computador para cima e para baixo. Nestes casos, um bom guia, simplificado, pode ser uma grande amigo. O meu guia de viagem favorito é o Passo a Passo da Publifolha, falei dele aqui.
6) TURISTAR OU NÃO TURISTAR? Muita gente indica: “Fuja dos pontos turísticos, dos restaurantes turísticos, dos programas turísticos…” Eu insisto: Não tenha como meta ser um cidadão local, em uma cidade que nunca foi! Sem neuras!!! Acho simplesmente inacreditável que alguém vá à Paris e não suba na Torre Eiffel porque a fila era grande. Existem lugares icônicos que são indispensáveis, experiências que só vivendo para entender, então programe-se! Pesquise dias e horários mais vazios, dê prioridade para visitar alguns lugares no primeiro horário, assim você evita o “rush”. Mas saiba que turistar não é coisa de gente desinformada, simplesmente, faz parte do pacote. Eu aconselho evitar aquelas excursões de ônibus com 40 pessoas, horários estressantes, e itinerário que não lhe permita curtir os lugares que visitar. Mas ao mesmo tempo, eu sou super a favor dos passeios de ônibus do tipo “Hope on Hope off”, aqueles que têm pontos específicos e você pode subir e descer quantas vezes quiser, por 24hs, 48hs, ou 72hs… É bacana “gastar” um dia fazendo esse passeio, e depois escolher os lugares que mais curtiu para voltar com tempo. Turiste sem medo de ser feliz!
7) O FAST FOOD QUE SALVA??? Não se magoem comigo, mas eu não acredito que você viaja kms e mais kms para “morrer” no Mc Donalds! Eu já fui assim… Liberte-se!!! Hahaha! Mesmo que o principal problema seja o “din din” para gastar com comida na viagem, existem opções mais dignas que “fast food”. Em muitos locais, especialmente Estados Unidos e Europa, você pode ir a um supermercado e encontrar comidinhas incríveis. Saladas bacanas, sandubas diferentes, brioches, muffins, croissants, sucos, frutas e sobremesas. Na França, você encontra vinhos super requintados por bagatelas como 5 Euros, macarons, cookies… Além disso, eu gosto de pesquisar restaurantes em lugares próximos a pontos que pretendo visitar, assim já olho o cardápio, analiso preços, faço reserva, se for necessário, tudo, antes de chegar ao destino.  Na dúvida, aposte nas cantinas italianas, sempre tem um espaguete delícia te esperando.
8) BAIXA TEMPORADA: Eu evito viajar na Alta temporada, por razões obvias como tarifas altas. Muita gente falava assim: “Você faz isso porque sua filha é pequena. quando ela crescer, só vai poder viajar nas férias escolares”. Pois minha filha está com 11 anos, e nós continuamos viajando em baixa temporada. O fato é que voltamos naquela linha da programação/planejamento. Logo depois que recebemos o calendário de provas, começamos com a nossa programação. Ela nunca falta aula por preguiça, ou por motivos bobos, estuda bastante, e antes de viajar, pegamos a matéria com a professora para ela ir estudando com antecedência. Com isso, 10 dias de aula, perdidos 2x ao ano, não a prejudicam. Este ano, fomos para Maragogi em abril, e agora estamos indo para o Rio de Janeiro na semana que vem (outubro). As notas continuam altas, e os preços das viagens, bem abaixo do costumeiro.
9) ALTERNATIVAS: Outra linha que te ajuda a economizar, viajar mais, e gastar menos, são os roteiros que fogem do convencional: Hotel + Aéreo + Aluguel de Carro. Pense em se Hospedar em um apartamento, assim você economiza com taxas, serviços, e tem a opção de cozinhar em casa, comprar comidinhas gostosas em feiras e mercados. Eu aluguei apartamento nas minhas duas viagens à Paris, e posso dizer que foi uma das experiências mais interessantes da minha vida! Escolhi apartamentos lindos, super equipados, em locais nobres, em que um hotel sairia por 3x o preço. Para alugar apartamentos em Paris, acesse (aqui), Para alugar em Londres (aqui), Para alugar em Miami (aqui). Em breve, faço um post só sobre aluguel de apartamento para temporada. Além de apartamento, se você é mais descolado, viaja sem crianças, e gosta de fazer amizade, pode trocar Hotel por Hostel, que são albergues (existem muitos albergues padrão 3 estrelas ou mais, não se assuste com a palavra, nem julgue antes de pesquisar.) inclusive, muitos dispõem de quartos exclusivos, para quem não curte compartilhar acomodações com estranhos. Além de apartamentos e Hostel, você pode optar por fazer um curso enquanto viaja, ou trabalhar para viajar. Eu gosto muito da CI, da EF e da STB, quando o assunto é intercâmbio. E não pense que isso pertence apenas ao mundo adolescente, eles possuem programas para todas as idades.
10) MUDE SUAS PRIORIDADES: Muita gente diz que não tem dinheiro para viajar, porque deixa o dinheiro fluindo solto para outras coisas: Happy Hour 4x na semana, Restaurante todo dia, o Plano mais caro na academia, na TV à cabo, no celular… Compras no Shopping toda semana, o celular mais caro, a TV mais moderna, o computador do momento,  gastos bobos do cotidiano, sem planejamento algum. Experimente fazer listinhas de prioridades, destinar parte do salário para pagar pacotes de viagem. Pagar as viagens antes de realiza-las, aproveitar eventuais baixas do câmbio para comprar dólar, de U$100 em U$100 você vai fazendo seu caixa para gastar no próximo destino. Não foque a sua viagem apenas em compras, muitas vezes é bacana viajar para lugares “all inclusive”, e apenas curtir o que foi pago: conforto, lazer e comida boa. Sem a necessidade de comprar-comprar-comprar.
E por fim, muita gente me pergunta sobre meu agente de viagens. Confesso que estou vivendo um momento sem um agente fixo, porém eu prefiro fechar os pacotes por agencia, porque assim, se tiver algum problema lá fora, eu sei para quem ligar. O que eu faço, é pesquisar preços, ver todos os detalhes, e ligar na agencia para fechar. Se eles conseguirem cobrir as propostas que eu encontrei pela web, fecho com eles. Sempre contrato um seguro saúde porque prevenir é melhor que remediar, e fecho minha programação do ano com uma boa antecedência.
Espero ter ajudado vocês, e sempre seguirei estimulando: Pegue a sua mala com rodinha, abra seu coração e conheça o mundo! A viagem é a única coisa que você compra, que te torna cada vez mais rico!!!
Bjo bjo bjo!


VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

DICA DE VIAGEM: BORA BORA NA PRAIA DOS CARNEIROS – PE

23 de abril de 2014

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email
A Praia dos Carneiros, localizada no litoral Sul de Pernambuco, fica a cerca de uma hora de Maragogi – AL, e a duas horas da Capital Recife-PE.  Nós fizemos este passeio por indicação do sogro do meu irmão, e valeu muuuuito a pena. Muita gente diz que a Praia dos Carneiros faz parte de Porto de Galinhas, outros dizem que faz parte da Cidade de Tamandaré… O importante é que fica ali, naquele “miolo”, que só tem lugar maravilhoso. Nosso “parador” durante todo o dia foi o Restaurante Bora Bora, que tem como slogan: “O Paraíso é aqui”. Pois eu assino embaixo, realmente, a Praia dos Carneiros, que é o resultado do encontro entre o Rio Formoso e o Mar, só poderia mesmo ser chamada de Paraíso. O restaurante tem quiosques enormes na areia, estrutura completa de cozinha, com garçons muito atenciosos, banheiros, vestiário, duchas, redário, armários para quem quiser guardar suas coisas e sair para um mergulho. Além de toda a estrutura do local, partindo dali, é possível fazer passeio de jegue, catamarã, mergulho com snorkel nas piscinas naturais, lancha, stand up paddle… É bacana chegar cedo, por volta de 09:30 para pegar uma mesa boa, e os passeios podem ser contratados no próprio local. Nós fomos de Maragogi para lá, com o pessoal da Costa Azul, que aliás, foi a empresa que nos atendeu em toda a viagem.

 

Um lugar perfeito para quem tem crianças, o mar é raso antes dos arrecifes, quentinho, com poucas ondas. Areia branquinha, coqueirais, paisagens inesquecíveis! #VALEAVISITA

Para ler os outros posts sobre a nossa viagem, acesse (aqui), Para acessar o site do Bora Bora (aqui), da Costa Azul Turismo (aqui).

Bjo bjo bjo!



VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

ONDE SE HOSPEDAR EM MARAGOGI – ALAGOAS

15 de abril de 2014

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+Email
Voltamos hoje para a realidade, depois de passar 8 dias de vida boa, aliás vida perfeita, no paraíso! O nome do paraíso é Maragogi, cidade com cerca de 29.000 habitantes, no litoral norte de Alagoas, bem no meio do caminho entre Maceió-AL e Recife-PE. É simplesmente impossível não se apaixonar por Maragogi, com suas praias de areia branca, coqueirais maravilhosos, mar azul-esverdeado cristalino, e com a água na temperatura mais perfeita. Lugar ideal para curtir a natureza, relaxar, ouvir o barulho do mar, ficar extasiado com a beleza natural, e se deliciar com a culinária local. Não deixe de comer macaxeira (aipim, ou mandioca, dependendo de onde você mora), com um toque de manteiga de garrafa e pedacinhos de carne de Sol, posso fechar os olhos e sentir o gosto, agora mesmo. Eu já tinha ido à Maragogi, anos e anos atrás, e me Hospedado no Resort Salinas do Maragogi (maravilhosoooo). Minha tia, que mora no Nordeste há 24 anos, nos indicou também o Grand Oca Maragogi Beach and Leisure Resort que é lindoooo. Porém, meu irmão esteve em na cidade no ano passado, e no passeio de buggy, acabou descobrindo uma praia mais linda que as outras, em frente ao maravilhoso Sítio Maresia, que segundo o “bugueiro” tratava-se de um local para aluguel de temporada. Pesquisamos no site (aqui), confirmamos a informação, e decidirmos passar 8 dias neste lugar, que nos conquistou no primeiro minuto.
A Casa sede do Sítio Maresia, tem 400 metros quadrados, fica à beira mar, possui 4 suítes com ar condicionado,  capacidade de acomodação para 14 pessoas, piscina privativa, piscina infantil, parquinho, mini-campo de futebol, churrasqueira na área da piscina, com banheiro completo, e cozinha anexa, internet wifi, TV à cabo (Sky) na sala e na suíte master. A casa é equipada com toalhas, lençois, cobertores, equipamentos de cozinha, copos, talheres, espetos para churrasco, equipamento de som.
O mais bacana, é que o aluguel da casa incluí o serviço de 3 funcionários: O caseiro Junior, que deixa tudo arrumadinho, bem conservado, auxilia no bem estar dos visitantes, fazendo caipirinhas deliciosas, ajudando os churrasqueiros da rodada, servindo as porções de petiscos, indicando entregadores de bebidas, pizzarias e outras necessidades. Além dele, a cozinheira Regina, que prepara café da manhã, lanches, petiscos, almoços e jantares (o horário dela é de 08:00 às 17:00), e a arrumadeira Paula, que cuida da limpeza da casa, arrumação dos quartos, e louça. Resolvido assim, aquele problema de alugar casa, e ficar se sacrificando na cozinha, na limpeza e nos afazeres. No Sítio Maresia, nos sentimos em casa, com uma equipe de funcionários que nos proporciona o conforto de um Hotel. Amei! Amei! Amei!
O lugar vale o investimento, você vai poder viver dias lindos, ver o Por do Sol ao som da paz, e o coração em festa por uma natureza tão exuberante! Essa semana conto mais sobre Maragogi e os passeios que fizemos.
Para alugar o Sítio Maresia, saber mais detalhes, fazer orçamentos, acesse (Aqui). 
Bjo bjo bjo!


VOCÊ PODERÁ GOSTAR…

INSTAGRAM

@MAYSALEAO